22 de Fevereiro de 2024 - 06:20 Vila São Sebastião, Portugal

19 de Janeiro de 2022 - 19:00 - Vila São Sebastião, Portugal

JUNTA DE FREGUESIA

Vila São Sebastião

A Freguesia

A Vila de São Sebastião é uma freguesia portuguesa localizada na costa Sul do concelho de Angra do Heroísmo, com 24,36 km² de área e 2 096 habitantes (2011). Densidade: 86 hab/km².

A localidade faz limite a este com a Fonte do Bastardo e o Porto Martins e a oeste com a freguesia do Porto Judeu e pode ser dividida em três zonas: Centro, Ribeira Seca e Porto Novo. A principal delas é a zona Centro, onde se situa grande parte do património arquitectónico e onde se desenvolve todo o comércio e actividade do dia-a-dia da população.

A Ribeira Seca é um curato da localidade e moram cerca de 10 dos habitantes da Vila. O Porto Novo é uma zona piscatória onde moram cerca de 20 famílias.

Os acessos fazem-se únicamente por via terrestre e compreende essencialmente 3 troços:

  • Estrada Regional Boavista/Centro(Rua da Praça)/Aldeia Nova: Esta via, que é propriedade da SRTT atravessa a Vila no sentido Oeste-Este, oriunda da Freguesia do Porto Judeu, seguindo para o &ldquocurato&rdquo Ribeira Seca e terminando na Fonte do Bastardo, já concelho da Praia da Vitória. São 3,9km de estrada onde circula a maior parte do trânsito em São Sebastião
  • Estrada Regional Caminho Porto Judeu/Rua das Flores/Caminho Novo: Esta via, que é propriedade da SRTT atravessa a Vila no sentido Oeste-Este, oriunda da Freguesia do Porto Judeu, terminando no Porto Martins, já concelho da Praia da Vitória. São 3,4km de estrada onde circula a maioria dos utentes da Escola Francisco Ferreira Drumond.
  • Estrada à Beira Mar Caminho da Salga/Maria Vieira/Porto Novo&rdquo: Esta via, que é propriedade da CMAH e SRTT atravessa a Vila no sentido Oeste-Este, oriunda da Freguesia do Porto Judeu, terminando no Porto Martins, já concelho da Praia da Vitória. São 7,0km de estrada onde circulam principalmente turistas e visitantes.
  • Demografia

    A população de São Sebastião é de 2 096 habitantes (censos 2011), com a taxa média de crescimento anual de 0,57 , entre os anos de 2001 e 2011, de acordo com o quadro a seguir:

    População Residente
    Total2 096
    Homens1 043
    Mulheres1 053
    População Presente
    Total2 070
    Homens1 028
    Mulheres1 042
    Famílias
    Clássicas704
    Institucionais
    Núcleos Familiares644
    Alojamentos
    Familiares921
    Clássicos Familiares921
    Não Clássicos Familiares
    Coletivos
    Edifícios Clássicos906

    Uso e Ocupação do Solo

    Historicamente, cultivou-se nesta vila o pastel, e dizem que o tabaco, em abundância, o que fizera a prosperidade de seus habitantes e no seu porto novo, par diferença do velho que parece foi o da casa das Mós na ponta de Santa Catarina, se embarcavam muitos cereais, isto é trigo, cevada e centeio, e também telha para a cidade e para as outras ilhas. Existem nela excelentes pedreiras de pedra azul de cantaria para duradouras obras, e destilamento de água, e também algumas de pedra branca, ainda mais rija, e barro o melhor das ilhas assim para mescla dos edifícios, como para fazer louça vidrada, mas de que seus moradores se não tem aproveitado como deviam. Tinha alguns pomares e boas quintas antigas É muito própria para a cultura dos géneros leguminosos, que sempre fez boa colheita de chixarros e lentilha, e agora a faz abundantíssima de feijão, para o trigo branco, e vermelho que em terrenos produz maravilhosamente. Faz-se a ela, por estar muito próxima ao Paúl onde existem os melhores pastos grande criação de gado de toda a espécie, principalmente ovelhas, e porcos.

    Atualmente é uma das freguesias com mais lavradores da ilha. Os seus terrenos encontram-se praticamente ocupados com pastagem permanente e temporária, em rotação com a cultura do milho para silagem.

    Clima

    A Vila de São Sebastião apresenta um clima particular resultante da sua localização orográfica junto ao sopé da Serra do Cume e como resultado da grande linha de costa existente. De Verão tem um clima agradável e fresco mas de Inverno apresenta um clima mais frio e ventoso que as restantes freguesias do Concelho. Apresenta-se a vila um tanto pantanosa e muito húmida.

    Relevo

    A vila é cercada ao nascente pelo grande Pico das Cruzes, onde por vezes esteve o facho e o telégrafo, ao norte: por uns serros a que chamam — Arcos — e ao sul pela Ladeira da Vigia; e de cima de todos eles se goza uma deliciosa vista dos campos e dos mares.

    Para a beira-mar na distância de uma milha tem a grande montanha das contendas, e fronteira a esta o Pico dos Cernos, sobre as empinadas Ladeiras do Gago, e ao sul está o ilhéu da Mina que tem em frente os penedos e pequenos ilhéus fragmentos, ao que parece de um maior continente que se subverteu lá nessas idades milenárias. A rocha deste pico é a das — Amoreiras — uma das mais elevadas da ilha.

    Para o centro desta paróquia há o Pico das Caldeirinhas, que de todos é o mais pequeno, e nas imediações destes existem algumas casas e quintas habitadas; que assim se pode entender o achar-se esta vala entre picoscomo dizem diferentes escritores, por onde com efeito se acham vales de muita produção, especialmente — nos Arcos — e nas Contendas que são os 24 moios de campo tomados a João Leonardes, o velho, pelo donatário João Vaz Corte Real.

Galeria de Fotos

Compartilhar: